Artigos

Como está sua estratégia de defesa para seus dispositivos móveis?

Por 29 de junho de 2018 Sem comentários

O cenário do cibercrime está evoluindo – Sua estratégia atual de defesa para dispositivos móveis continuará igual?

À medida que a força de trabalho se torna cada vez mais móvel, as organizações precisam adaptar suas estratégias de segurança para dar conta da superfície de ameaça ampliada. Embora a mobilidade inegavelmente ajude as organizações a aumentar a produtividade, ela também cria fraquezas consideráveis ​​no ambiente de TI.

Como as empresas podem encontrar um equilíbrio entre dar aos funcionários o acesso 24 horas por dia, 7 dias na semana para realizarem seu trabalho e por outro lado proteger suas redes contra ladrões de dados que desejam explorar vulnerabilidades móveis? A solução: uma nova abordagem à segurança que permite que as organizações e seus funcionários se adaptem ao cenário de ameaças móveis em constante evolução.

Por que você precisa de segurança móvel mais dinâmica?

Com a proliferação de dispositivos da Internet das coisas (IoT), as redes corporativas estão mais abertas ao mundo exterior do que nunca. Embora seja certamente fundamental estabelecer e impor uma política de segurança para toda a empresa, isso por si só não é suficiente para conter o volume e a variedade das ameaças móveis de hoje.

Uma solução unificada de gerenciamento de endpoints (UEM) deve ser uma parte fundamental dessa estratégia digital. As plataformas que aproveitam o poder da inteligência artificial (IA) para proteger smartphones, tablets digitais, laptops, tecnologias vestíveis e outros dispositivos conectados dão às organizações a visibilidade de que precisam para proteger seus ambientes móveis.

Para monitorar efetivamente as ameaças em dispositivos móveis, as equipes de segurança também precisam de insights avançados sobre a atividade do usuário para identificar novos esquemas de ataque. As tecnologias móveis de proteção contra ameaças permitem que as organizações adotem uma abordagem inovadora e dinâmica à segurança. Neste novo campo de especialização, precisão é o nome do jogo.

As modernas soluções móveis de proteção contra ameaças usam os mecanismos de inteligência artificial para processar grandes volumes de inteligência e gerar informações precisas para ajudar os analistas a defender suas redes móveis com mais eficiência. Esses sistemas operam com base na filosofia de que o gerenciamento e a proteção de dispositivos móveis estão ligados de forma inextricável, permitindo que os líderes de TI integrem o gerenciamento de dispositivos, aplicativos e conteúdo com uma forte segurança móvel. Com a capacidade de monitorar ameaças e automatizar a conformidade, a segurança não precisa custar a experiência do usuário.

Definindo sua estratégia de defesa contra ameaças mobile.

Pode parecer óbvio implementar uma solução móvel de proteção contra ameaças, mas definir os critérios certos para avançar pode ser complicado. Por fim, o objetivo é proteger os dados corporativos acessados ​​por dispositivos móveis da maneira mais dinâmica e eficiente possível. Por mais estranho que pareça, a proteção contra malware móvel é a parte fácil.

O desafio é determinar as necessidades exclusivas da organização e adaptar a política de segurança para considerar essas peculiaridades.

Ao considerar um investimento na detecção móvel de ameaças, os líderes de segurança devem se perguntar:

  • Quais são os fundamentos de defesa contra ameaças móveis?
  • Quais medidas de segurança existentes estão aquém quando se trata de combater ameaças móveis?
  • Que valor a organização pode extrair de uma solução móvel de detecção de ameaças?
  • Quais são as armadilhas que as equipes de segurança devem evitar?

Devido às várias regulamentações de privacidade de dados, os padrões do setor e os fatores culturais que afetam cada organização, a flexibilidade e a personalização são critérios críticos ao planejar uma estratégia de segurança móvel.

O cenário de ameaças está se expandindo à medida que a força de trabalho adota a mobilidade e agora é a hora de investir em soluções mais dinâmicas e mais fortes para proteger redes corporativas cada vez mais conectadas.

Texto Original: IBM Security Intelligence June 29, 2018  |  By  Vivien Raoul

Deixe uma resposta